Páginas

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Lema

Tenho observado as pessoas (na verdade, faço isso sem querer há um bom tempo), de um jeito diferente, mas muuuito espontâneo. E é notório que as pessoas de fato mudam e crescem (crescem?). Algumas literalmente crescem, outras simplesmente envelhecem e ficam mais resistentes a sentimentos que fogem da rotina do comodismo. Mas quer saber de uma coisa meu caro? Eu nuuuunca gostei dessa palavra, muuuito menos ao que ela nos leva. Até porque, na verdade ela não nos leva. Ela fica. E eu não gosto de ficar. Eu quero andar, conhecer, me perder, me achar, comer uma comida estranha, mesmo que eu deteste, não seguir um mapa, não seguir uma regra sem sentido e imposta, discar no telefone e rir quando não me atenderem de propósito, me sujar de tinta, de terra, e ficar despreocupada com o resto. Pelo menos vou peencher as páginas em branco do meu diário e poder falar "eu fui e tenho um conceito sobre".


Isso com certeza me fez lembrar do nosso lema, minhas velhas Sarah e Ana.

"Eu quero ler todos os livros
conhecer todas as pessoas,
ir a todas as festas,
assistir todos os filmes,
viajar para todos os lugares do mundo,
falar todos os idiomas,
aprender de tudo,
sonhar alto demais,
morrer de rir,
viver para sempre,
melhorar o mundo,
amar incondicionalmente as pessoas,
ganhar muito dinheiro,
não ter hora para acordar,
passar noites sem dormir,
eu só não quero ver a vida passar sem ter histórias pra contar!"

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Acabei de desligar o telefone. Recebi uma ligação que não esperava de jeito nenhum. O Robson disse "Sua ansiedade sempre te atrapalhou". Eu pensei que propósito ele teria de me ligar só pra me falar da minha ansiedade. Depois continuou, "Se você quiser ser a primeira bailarina do Bolshoi, você vai ser. Esses dias eu estava lembrando.... tudo que você quis, você conseguiu, não importa o tempo que tenha demorado, você sempre conseguiu, né? Por isso a mensagem que eu quero te dar é: você pode conseguir tudo o que você quiser, mas nem tudo que você quer é o mais importante".

Pra dizer isso, citou física quântica, o poder que o nosso pensamento tem e essas coisas. Nesse ponto, eu usaria outras palavras: o que a gente consegue é a consequência de uma escolha. E ainda mais importante que conseguir, é o tipo de escolha que fazemos todos os dias.
Eu respondi: Obrigada.

E senti, automaticamente, um empurrão nas costas. E ouvi "VAI! Tá esperando o tempo passar pra quê?"





Uma música que cai muito bem agora é essa:






Meu desejo
Você quer ser verdadeiro
Você quer se esvaziar
Você quer ser alguém despojando-se de seu orgulho
Você quer ser alguém algum dia
Então entregue tudo perante O Rei
Você quer ser inteiro
Você quer ter propósito
Você quer ter virtude e purificar sua mente
Você quer ser liberto hoje
Então entregue tudo perante O Rei

Esse é o meu desejo
Esse é o meu retorno(gratificação)
Esse é o meu desejo
Ser usado por Ti
Você quer ser verdadeiro
Você quer se esvaziar
E eu sei que o meu coração é para Te sentir perto
E eu sei que minha vida
É para fazer a Tua vontade
É para fazer a Tua vontade
Em toda minha vida eu tenho visto onde Tu tens me levado
Além de tudo que eu tenho esperado e ainda há mais por vir
Não há muito o que eu possa fazer para retribuir tudo que Tu tens feito
Então dou minhas mãos para usares

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Acordar (ponto).

Considero meu blog um ponto de crescimento. Mas não mais que meus joelhos ralados. Eu não tenho que falar o quanto odeio perder tempo, porque não tenho de forma alguma que me conformar com isso.

Eu sei o que quero. Por isso vou trabalhar o quanto for necessário pra concretizar sonhos que existem há tempos. Sem voltas, sem meio termos, sem duvidas. Eu sempre estive disposta a querer exclusivamente a Sua vontade. E demore o tempo que demorar, custe a dor que custar, derrame as lágrimas que forem suficientes. Nunca optei pela conveniência, nunca fui fã do comodismo. Nunca tive medo de enfrentar o que for preciso pra ter o que é pra eu ter. Nunca precisei ter duvidas em escolhas. Porque antes mesmo das condições, eu escolhi o que já é escolhido. E sendo assim, não existem impossibilidades, nem medos, nem probabilidades.